Páginas

domingo, 30 de junho de 2013

Uma reflexão sobre: O BRASIL


Acho que uma reflexão sobre tudo isso que vem acontecendo é propícia, não acham?! Gostar de moda não exclui falar sobre política e muito menos sobre justiça, não é mesmo?! Como anda nossa ’Pátria Amada Brasil¹’? Será que ‘para os filhos desse solo, ela tem sido mãe gentil¹’? Realmente é muito difícil falar sobre a situação do país sem que nasça em nos nossos corações um sentimento de indignação.

Que a situação do país é caótica, não preciso nem falar! Que a saúde pública é péssima, que a educação básica é ineficiente, que os salários são de miséria e que os impostos são descabidos acho que todo mundo sempre soube... A minha reflexão é sobre como temos nos posicionado frente a essa situação.

#oGiganteacordou! Essa expressão me fascina. O povo brasileiro é um gigante que nem sempre sabe a força que tem e sabe menos ainda como usá-la com sabedoria. E agora eu pergunto: o que temos feito a respeito de todas essas injustiças? Falo por mim... A minha indignação é enorme, mas bem menor que as minhas atitudes para mudar o que não concordo. E esse acaba sendo o meu maior medo, pensar que o surto de atitudes pode passar e então voltarmos para a estaca zero: a indignação, apenas!

Meu coração lateja quando leio sobre manifestações pacíficas ocorrendo por todo o Brasil, meus olhos de enchem quando percebo que as pessoas ainda possuem senso de justiça. (Obs.: ao vandalismo não dedicarei nenhuma reflexão, pois acho que os vândalos não são parte da manifestação, eles estão apenas infiltrados nela). E vejo nessas passeatas a força que o nosso país tem. Eu já fui muito cética, pensando que nada poderia melhorar nesse país, mas creio que independente do futuro, independente de quais sejam as mudanças, cabe a nós não sermos cúmplices da injustiça e mantermos nossa consciência limpa de que fizemos o que pudemos para que houvesse mudanças.

Talvez os grandes culpados do Brasil ter chegado onde está seja eu e você... Quer exemplos?!? Nós pesquisamos a fundo a vida dos candidatos aos quais confiamos nossos votos?? Se não, não podemos reclamar dos governantes, eles são fruto das nossas escolhas. Nós colamos nas provas escolares? Se sim, não podemos reclamar do sistema de ensino, pois estamos colaborando para que ele não seja transparente. Falamos ao celular enquanto dirigimos? Se sim, não temos o direito de dizer que as estradas brasileiras são perigosas, pois nos tornamos participantes do perigo. Exigimos nota fiscal de nossas compras?! Se não, praticamos a corrupção, somos corruptos.

Temos que nos decidir: ou continuamos a agir como sempre agimos e compactuamos com essa vidinha medíocre e desonesta ou tomamos consciência de quão errado o país está e começamos uma limpeza que vai desde as nossas vidas até o senado.

Alguém já disse que grande poder exige grande responsabilidade. E se somos tão poderosos assim, como acredito que somos, precisamos começar a agir com responsabilidade. ‘Não podemos nos conformar com esse século, mas precisamos transformá-lo com a renovação das nossas mentes.²’
Que nesse momento possamos aproveitar o senso de justiça que ainda existe em nós e não nos calarmos, que a mudança comece em nós e se por acaso me for proibido gritar, terei a persistência de conseguir sussurrar a milhares de ouvidos.


1 – Adaptado um trecho do hino nacional
2 – adaptado um texto bíblico, Rm 12.2



By Carola Fernanda Gonçalves Pisoni

Um comentário:

  1. Gostei muito do texto meninas. Acho que o Brasil, de certa maneira, acordou pra sua lamentável situação de pão e circo. No entanto, as manifestações simplesmente perderam o foco.Várias pessoas saem para as ruas sem nem saberem o motivo. Falo isso pq fui em algumas manifestações e vi pessoas repetindo o que alguém tinha inventado sem nem se preocuparem em parar 1 minuto para analisar se aquilo fazia realmente sentido. O povo deve se informar e buscar um foco, procurar ter uma visão critica do que é passado. A manifestação sem foco traz descrédito ao movimento e isso faz com que as classes dominantes se mantenham exatamente como estão, apenas esperando que o movimento se acalme. Assim voltamos ao status quo.

    ResponderExcluir

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...